Blog da Afam Consultoria

Como aplicar o ciclo PDCA as normas ISO


Temos notado que apesar das últimas versões das normas da série ISO possuírem uma idade média global de mais de 4 anos de existência (ISO 9001:2015, ISO 14.001:2015, ISO 45.001:2018 e ISO 22.000:2018) ainda nos deparamos com dúvidas acerca de sua proposta de planejamento baseado em riscos e oportunidades.


A maioria das organizações perderam a oportunidade de integrarem suas ações aos conceitos normativos no que tange ao planejamento e direcionamento estratégico. As organizações devem levar em consideração questões internas e externas que possam afetar sua capacidade de alcançar os resultados pretendidos pelo seu sistema de gestão.


Sim, disso todos sabem, o problema é que as organizações focam exclusivamente no sistema de gestão e perdem a oportunidade de se usar uma excelente ferramenta de PDCA oferecida pelas normas internacionais para gerir, juntamente com outros instrumentos de administração de negócio.


Conhecer as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças abre uma visão interessante para um planejamento adequado. Abre uma excelente oportunidade para revisitar seus processos, avaliar a maneira de gerir seu negócio, verificar sua forma de pensar, sua maneira de desenvolver seu pessoal, seu posicionamento no mercado, a qualidade de seu produto e/ou serviço, enfim, uma série de questões que nem sempre são exigidas em processos de certificação por não serem obrigatórios pelas normas, mas levam as organizações a pensarem do “porque” das coisas.


Por que seguir um caminho de empresa socio ambientalmente sustentável?

Por que aprimorar nossa qualidade, nossa entrega, nosso custo, nosso preço e nosso nível de serviço?

Por que cuidar de nossa força de trabalho de maneira genuína, leal e carinhosa?

Por que termos um produto mais seguro?

Por que proteger nossas informações?


O que pretendemos nesta matéria, não é apresentar uma metodologia para atender as normas da série ISO no que tange aos requisitos de “contexto da organização”, “necessidades e expectativas das partes interessadas” e “ações para abordar riscos e oportunidades”. Nossa intenção é incentivá-los a assistir o treinamento que fizemos utilizando-se da abordagem das normas internacionais, porém com uma visão um pouco além.


Algo inovador que desafia qualquer gestor a pensar de maneira diferente ante ao seu sistema de gestão e os resultados que almeja para seu negócio.


Trata-se de uma repasse cultural que deve levar em consideração o compromisso genuíno da alta direção, de seus líderes e todo o pessoal que ali trabalham.


Quando tiverem a oportunidade de ler nosso e.book e assistir nosso treinamento, vocês serão presenteados com uma excelente metodologia e uma abordagem que poderá ajudar a sua organização a integrar as ações e possuírem uma ferramenta no mínimo interessante e orientada a resultados.